Para uma empresa ativa, o backup é fundamental.

Para uma empresa ativa, o backup é fundamental.

09/06/2020

Uma visão clara e uma estratégia de negócios podem fazer com que o backup seja considerado como um elemento opcional e não fundamental. Alguns executivos dirão que ter um plano B já significa pensar que o plano A nunca funcionará. Mas ter um backup é quase universalmente reconhecido como uma necessidade: quando se trata de armazenamento de arquivos e aplicativos, o backup e a replicação são amplamente considerados um fato. No entanto, a importância do backup às vezes é negligenciada, um erro que nenhuma empresa deve cometer.

Seja no caso de falhas de hardware, ataques cibernéticos ou erros do usuário, é sempre necessário ter um plano B no que diz respeito à continuidade dos negócios e proteção da disponibilidade dos dados. Quando ocorre um problema, os departamentos de TI ficam sob pressão para minimizar o impacto sobre funcionários e clientes. Sempre é uma boa oportunidade para lembrar as empresas da importância de proteger seus dados e desenvolver e apoiar um plano de recuperação de desastres.

Segundo as estatísticas Market Research Future , espera-se que o mercado de backup em nuvem atinja US $ 5,6 bilhões até 2023, com um CAGR de 21% ao longo de um período de cinco anos. É encorajador perceber que as empresas estejam trabalhando para investir em backup e replicação de dados, levando a disponibilidade de dados absolutamente a sério.

Por outro lado, os consumidores também estão começando a gerenciar seus dados com mais precisão, isso também se deve a fatos recentes, como o caso Cambridge Analytica ou a introdução do novo regulamento da LGPD, que trouxe a questão da gestão de dados à atenção do público. O advento do LGPD também levanta a questão da possibilidade de os usuários poderem visualizar seus dados pessoais armazenados, e a obrigatoriedade das empresas em responder a essas solicitações em menos de um mês. Com relação a isso, as empresas devem lembrar que consumidores, funcionários e clientes esperam que as informações solicitadas estejam sempre disponíveis e compartilhadas com eles quase em tempo real.

Coma, durma, faça backup, repita …

A principal ameaça à disponibilidade de dados é uma interrupção das operações de TI da empresa. Dada a complexidade dos ecossistemas de gerenciamento de dados, com muitas empresas explorando estratégias de TI híbridas e com várias nuvens, os departamentos de TI precisam prestar atenção a todos os detalhes hoje mais do que nunca. De um certo ponto de vista, isso também pode ser visto como uma bênção pois as empresas não dependem de um único ponto de interrupção e podem criar backups virtuais em outros locais para cada pacote de dados que produzem. Isso deve ser ponderado em relação aos protocolos de privacidade e ao valor de alguns dados, bem como às considerações da empresa, como restrições de orçamento e prioridades de negócios.

As empresas, graças a uma sólida estratégia de backup e recuperação de desastres, podem garantir a disponibilidade dos dados a qualquer momento, levando em consideração o fato de que alguns dados são mais importantes para backup do que outros. Na verdade, dados e aplicativos de missão crítica devem ter backup contínuo. Outra questão importante é o tempo de inatividade não planejado, que pode ocorrer a qualquer momento.

Assim, backups devem ser executados quando dados são alterados para garantir que as informações e os sistemas fundamentais nos quais a empresa se baseia possam ser restaurados exatamente como antes da interrupção. Soluções como backup como serviço (BaaS) e recuperação de desastre como serviço (DRaaS) garantem proteção e continuidade dos negócios. Em particular, as organizações devem considerar seus serviços de backup e recuperação como uma parte fundamental da estratégia mais ampla de gerenciamento de dados e nuvem. A Veeam Availability Suite fornece uma solução para backup e replicação na nuvem e recuperação de desastres, garantindo a disponibilidade de todas as cargas de trabalho – virtuais, físicas e na nuvem – a partir de um único console de gerenciamento.

A conscientização sobre o valor dos dados está aumentando e assim, os gerentes de TI devem pensar um pouco para refletir se a estratégia de backup e recuperação é adequada para o propósito e alinhada às necessidades de continuidade de negócios. À medida que as necessidades de disponibilidade de dados continuam a evoluir, ter uma infraestrutura preparada para o futuro deve ser uma obrigação para todas as empresas modernas.